Quarta-feira, 11 de Junho de 2008

Extracto de Vida I

 

 
Estávamos os dois deitados, na minha cama, no meu quarto.
Era já habitual, quando ele ia lá a casa irmos para o meu quarto, ouvíamos música deitados lado a lado. Gostava de sentir o calor daquele corpo estranho, sentia um arrepio com a sua respiração a minha nuca.
O meu corpo sabia o que o meu cérebro nem adivinhava, que tudo aquilo fazia parte do processo natural de acasalamento de dois corpos fisicamente prontos.
 
Um dia, entre beijos e suspiros, senti algo quente e macio entre as minhas pernas, senti que esse algo forçava a sua entrada em mim, e pensei:
 
“ ….Aconteceu”.
 
Abri as pernas instintivamente, toda eu sabia como proceder, estava húmida de curiosidade e desejo de o sentir, e ele ao sentir o meu abandono, não hesitou um segundo……entrou em mim com toda a ânsia do seu desejo de adolescente.
 
Os seus movimentos tornaram-se mais frenéticos e, de repente parou, e o meu cérebro, distante e frio, analisou:
 
- “Tanto alarde por uma coisa tão pouca”
 
Eu tinha 14 anos e 1 semana, era uma senhora….ele tinha 16, a fazer 17 em Outubro, um homem.
 
“Deveria doer? “
 
Hoje sei que sou das felizardas a quem nem o corpo nem a mente espartilharam a vivência do sexo, mas na altura pensei ser diferente…….
 
”Então não há sangue?”
 
 
Alguns meses depois, numa tarde passada em sua casa, a meio de uma sessão de estudo, adivinho, mais do que sei, a sua vontade, levantei os olhos e vejo o seu olhar passeando em mim….sorri.
 
Foi quanto bastou para largar os livros e a sua mão pousar entre as minhas pernas. Desajeitado, tem movimentos já seguros de posse, mas trémulos de desejo, puxa-me para si, beija-me, sinto-lhe a língua exigente, dominadora, deixo a sua mão tocar-me, excita-me o seu desejo.
 
Agora já sei que o meu corpo pouco precisa de preliminares, já sei também que a parte de maior prazer é agora, antes de ele entrar dentro de mim….e acabar rapidamente.
 
Mas, desta vez, eu quero…….quero senti-lo dentro de mim, tenho pressa……quero sentir-me cheia por ele……já acabou? Mas eu quero mais, não deixo de saia de mim….insisto, ele queixa-se, eu não quero saber, “quero mais “ digo, “deixa-me descansar” responde-me, “não, quero mais, dá-me mais”, e de repente descubro onde está o meu poder……………
 
- ” Queres mais?” diz-me e sinto-o a crescer dentro de mim e, com uma cadência mais brutal a entrar e a sair, pela primeira vez gostei de fazer sexo.
 
Autora: O Silêncio
 
(Obrigado pela partilha e votos de boa continuação de trabalho para este espaço de convívio são e aberto, sem censura ou julgamento)

publicado por Fecho Aberto às 22:59
link do post | deixa o teu comentário | adicionar favoritos
|
16 comentários:
De CamaReira a 30 de Agosto de 2008 às 23:08
Relato da primeira experiencia. Lendo-te recordei a minha. Uma idade diferente, uma maturidade diferente um desejo diferente e ao mesmo tempo a mesma insatisfação.
Tudo melhora com o tempo, graças a deus.
Bem descrito, doce e intenso. Quero mais. Vê lá se não paras e contas mais relatos.
Um dia vais contar outras primeiras vezes, Será?
:)

Beijos Doces em ti


De O_silencio a 1 de Setembro de 2008 às 12:22
Camareira, os meus relatos, são todos de "primeiras vezes".

Este foi o primeiro de vários primeiros.

E a insatisfação é uma constante das primeiras vezes.

Beijo


De CamaReira a 1 de Setembro de 2008 às 21:57
A insatisfação é uma constante da vida, as primeiras vezes, abrem o apetite, e depois cada vez queremos mais.

Beijos Ardentemente Insatisfeitos de Ti


De Silk a 7 de Setembro de 2008 às 05:35
O_silêncio ,
venho agradecer-te o comentário, acabo a descobrir que podes ser uma das minhas primeiras vezes. Com um único senão; invisto sempre na segunda e na terceira porque insisto na evolução, é inato, é da espécie. Gosto de evoluir
em tudo e as segundas e terceiras vezes podem ser melhores ou simplesmente diferentes.
Ponho a mesa, sirvo um vinho e espero-te para continuar a conversa?


De O_silencio a 7 de Setembro de 2008 às 11:50
Silk

Concordo contigo, a 2ªs ......3ªs.......e todas as vezes que o desejo ditar podem ser muitissimo mais interessantes.......

Podes servir o meu copo, continuemos a nossa conversa.

Eu confesso que só avanço para um conhecimento mais aprofundado quando existe substancia para lá do sexo.

Procura-me por aqui.....em "extracto" quem sabe já nos cruzámos.

Beijo.............meu


De Silk a 8 de Setembro de 2008 às 02:34
Servi o vinho, não enchi o copo, assim não precisas de te demorar. Se decidires ficar o próximo enches tu e saberei que permaneces.
Não confesses mais deixa-me tentar adivinhar o resto. Porque o sexo é uma meta que quando se avista nos faz permanecer na corrida mas até lá o percurso é uma maratona variada de condimentos necessários ao triunfo na corrida das emoções.
Quem sabe já nos cruzámos sim, o teu aroma não me é estranho e eu tenho um olfacto apurado que alio ao
Beijo de seda.


De o_silencio a 8 de Setembro de 2008 às 11:19
Silk.....

Ambicioso fiquei a saber que és. Meta? Sexo?

Se de facto nos cruzámos, e não estamos juntos.....então terás de alterar a meta, ou chegar lá sozinho.

Beijo..........meu


De Silk a 9 de Setembro de 2008 às 02:23
Serei ambicioso? Estou apenas de passagem até ter um motivo para parar. Gostaria de fazer a ponte entre esta nossa conversa mas parece-me ser preferível ler os comentários para trás, eles são poucos e fáceis de reter. Eu confesso que só avanço para um conhecimento mais aprofundado quando não existem tabus em relação a nada e muito menos a sexo.
Sexo é coisa de que detesto falar.... Mas quando o faço jamais posso ser acusado de ter puxado a conversa, porque sexo para mim não é conversa é atitude. Emoções e sentimentos podem andar por perto, são inconfundíveis e viajam juntos.
Não tenhas medo do lobo mau, isso são histórias e mesmo o que comeu a avozinha poderia provavelmente ter sido domesticado.
Beijo de seda.


De o_silencio a 9 de Setembro de 2008 às 13:22
Silk;

Muito bem, se me dizes que não devo ter medo do Lobo Mau..........avançemos sem medos.

Comento os teus textos, sem no entanto ter reciprocidade....fico triste, gosto de saber as reacções que provocam as minhas histórias.

Gosto da tua escolha de vinhos......de onde é, este vinho?

Continuamos a conversar?

Beijo...........meu






De Fecho Aberto a 1 de Setembro de 2008 às 17:25
Não seria interessante todos aceitarem o desafio de O_Silêncio e todos escreverem a sua 1ª vez?

Estou confiante que seria uma partilha muito interessante, porque creio que todos teremos histórias diferentes.

Ok, como incentivo vou escrever a minha e espero que me enviem as vossas.

Beijos doces de memórias doces


De CamaReira a 1 de Setembro de 2008 às 22:00
Qual das primeiras vezes? A primeira primeira? O inicio de tudo? Isso foi há muito tempo, quando senti que ardia em algum ponto dentro de mim e fui á descoberta. Foi muito bom...
Todas as outras foram também. Mas a que me descobri a mim mesma, foi maravilhosa.

Beijos



De secrets in me a 1 de Setembro de 2008 às 09:39
Confesso que adoro os teus relatos.
Leio e releio para não te perder nenhuma das tuas ideias.

Vejo que a ser verdade relatas a tua primeira vez como algo natural não premeditado que aconteceu.
Hoje penso de maneira diferente do que pensava quando tinha 17 anos e digo-te que fazer amor pela primeira vez tem que ser algo que fique na nossa memória para tudo o sempre como algo que aconteceu de muito bom.
Claro que aos 17 anos um jovem não sabe o que é o corpo de uma mulher só tem na cabeça a sua vontade enorme de entrar dentro dela e satisfazer o seu desejo.
Pelo que sei a tensão é grande e as expectativas nas mulheres é tão elevada que elas não chegam a gozar o momento com deveria ser. Pena!
Compreendo agora o porquê de raparigas novas escolherem homens mais velhos para iniciar a sua vida sexual. Não querendo com isso dizer que com estes a coisa vá ser diferente mas o grau se sucesso é bem maior segundo se consta.

É tão bom quando conseguimos libertar nossa vontade e gritar sem pudor que queremos mais, exigir mais e não descansar enquanto esse desejo não ser completamente saciado.
Fazer sexo é isso com todas a letras.
Sentir o poder da liberdade.
Exigir até ao fim…


ps: Desculpa pelo comentário alongado mas o teu relato fez-me querer ter 17 anos e saber o que sei hoje.
Vivi cada palavra tua. Obrigado por esta leitura!

beijinhos silenciosos


De o_silencio a 1 de Setembro de 2008 às 12:39
Secrets..........obrigado por me leres, e obrigado por gostares.

As primeiras vezes são sempre..............carregadas de significado, nem sempre o "prazer/orgasmo" é o mais importante .........acredito que a descoberta do "outro" é muito mais importante, e é também o que perdura no tempo.

E sim, claro que gostaria de ter 14 anos, mas adoro a idade que tenho.

Um beijo.........meu


De Fecho Aberto a 1 de Setembro de 2008 às 17:31
Obrigado pela tua participação nesta partilha de experiências e espero poder continuar com a tua visita à nossa "sala" porque acho que será interessante ter apoio masculino nesta análise das nossas primeiras vezes nos dois lados.

até breve


De O_silencio a 6 de Setembro de 2008 às 14:30
Secrets..............

Gostaria......muito, de ler um relato da tua 1ª vez.

Continuo a aguardar o relato do fecho e da camareira, mas seria tão bonito conseguirmos despir todos os nossos preconceitos e relatar o que de bom e de mau existiu na 1ª vez.

Queres ser tu a dar o exemplo a estes dois "preconceituosos" (ahahahahah, vão matar-me)?

Beijos.............meus


De Fecho Aberto a 8 de Setembro de 2008 às 15:00
eu mato-te é de beijos doces


Comentar post

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# até logo

# por todo o lado

# Piscina à noite

# biblioteca aberta

# Casal pistoleiro

# Formação

# Verdade ou Desafio

# Sinais teus são as minhas...

# Soumission

# Sweet kiss

# Sweet kiss

# Relax...it's just sex!

# saudade do teu beijo doce

# Beijo Doce

# Quero agora

# Parabéns minha Fada!

# Jogo para iniciados

# Kissing

# vamos fazer um anúncio?

# Anda, dança para mim...

# minha...

# fim de semana divinal

# Nossos momentos

# Lua cheia

# 3 faces da LUA

# Procuro-te

# Tão pouco do lado de cá.....

# Closer, baby

# Hei, lets go to start

# Passion

# lábios dormentes de sauda...

# o tempo aquece, a saudade...

# A que horas nos encontram...

# Vamos brincar

# Erotika

# Deixa-me enrolar a minha ...

# Delírios

# faltam-me os teus...

# You are not alone

# O som do meu silêncio

# penso em ti e acompanho-t...

# Morde-me

# Simples milagre

# Ao fim do "teu" mundo

# Besame mucho

# Sweet Kisses

# Libertação, preciso

# Beijo louco

# Os 30 beijos do Kama Sutr...

# I hope you don't mind

#links

#tags

# todas as tags

#eu

#pesquisar aqui