Segunda-feira, 28 de Julho de 2008

Ho(menage)m

 

É muito triste o que sentira naquela tarde.
 
 
Não conseguira entender todas as sensações turbulentas que invadiram os seus sonhos.
 
 
O olhar eterno de uma mulher a deixara perturbada e a angústia do não sobrevoara sua mente, tal qual a imagem freqüente dos corpos bêbados e famintos ao amanhecer.
 
 
Tudo era turvo.
 
 
Naquela noite, devorava os seios rígidos em sua boca sedenta e os frequentes sussurros tornavam parte de sua sina, cujo único destino era um só:
a plenitude, a carne em êxtase.
 
 
Nas noites seguintes, a mulher dos olhos de eternidade não a quis, deliciava-se apenas com o cheiro do homem que ama.
 
 
O homem dos olhos da atriz também se tornara o homem dos olhos de eternidade.
.
Não sabia o que dizer.
 
Não sabia o que sentir.
 
 
Uma perda profunda acontecera.
 
 
Não física, mas a perda que vem do não.
 
 
A tristeza a tragara e ela que sempre pensara ser uma fortaleza de aço, era vidro e se quebrou.
 
  
Permitiu a delícia de ser plena em seus desejos, mas a conheceu a dor.
 
 
Um golpe.
 
 
Uma lágrima emergia à medida que as respostas deixaram de ser imaginárias e passaram a ser reais.
 
 
Tentava não lembrar dos beijos, nem das mãos, bucetas, suor, línguas, pau, ou seios dos três corpos que se devoravam em um instintivo, constante e impulsivo prazer.
 
E em sua nebulosidade se perguntou:
 
 
Diante do lugar onde o Id, o ego e o alter-ego nascem, qual a escolha?
 
 
Trepou.
 
 
Experimentou-se.
 

 

 
Bulinou-se.
 
 
Fodeu três, quatro, cinco corpos e percebeu que o sexo é poético, mas não é amor.
 
 
É sexo e se basta.

 

E cantava com seu sorriso Mona Lisa de canto de boca:
 
 
Louvores ao alter-ego!
 
 
 
 
 
http://oscorpos.blogspot.com/

 

 


publicado por Fecho Aberto às 00:26
link do post | deixa o teu comentário | adicionar favoritos
|
4 comentários:
De O_Silencio a 28 de Julho de 2008 às 13:25
Li e reli e ainda não tenho a certeza de gostar deste texto.

Talvez porque fala de algo que ninguem gosta .......de um fim.

Porquê falar de fim? Quando ensaiamos os principios.

Beijo


De Fecho Aberto a 28 de Julho de 2008 às 13:36
... mas há sempre um fim, mesmo quando inicias, minha doce Silenciosa, e eu aguardo sempre o novo fim que tenhas para mim...

beijo doce


De CamaReira a 30 de Julho de 2008 às 21:47
Depois de um fim, há sempre um recomeço.
Vamos chegar ao fim?
Vamos Recomeçar?
E assim continuamente...
Até....
Beijo Doces! Ardente?



De Fecho Aberto a 31 de Julho de 2008 às 00:57
Bem vinda Camareira ao nosso recomeço, porque o Silêncio é sempre novo e porque estamos habituados em perturbar o nosso Silêncio com o fecho que se abre ou se fecha.

Contamos com os teus beijos ardentes para recomeçar sempre em novos silêncios e em novos fechos que se abrem para serem fechados.

Beijos doces de ho(menage)m


Comentar post

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# até logo

# por todo o lado

# Piscina à noite

# biblioteca aberta

# Casal pistoleiro

# Formação

# Verdade ou Desafio

# Sinais teus são as minhas...

# Soumission

# Sweet kiss

# Sweet kiss

# Relax...it's just sex!

# saudade do teu beijo doce

# Beijo Doce

# Quero agora

# Parabéns minha Fada!

# Jogo para iniciados

# Kissing

# vamos fazer um anúncio?

# Anda, dança para mim...

# minha...

# fim de semana divinal

# Nossos momentos

# Lua cheia

# 3 faces da LUA

# Procuro-te

# Tão pouco do lado de cá.....

# Closer, baby

# Hei, lets go to start

# Passion

# lábios dormentes de sauda...

# o tempo aquece, a saudade...

# A que horas nos encontram...

# Vamos brincar

# Erotika

# Deixa-me enrolar a minha ...

# Delírios

# faltam-me os teus...

# You are not alone

# O som do meu silêncio

# penso em ti e acompanho-t...

# Morde-me

# Simples milagre

# Ao fim do "teu" mundo

# Besame mucho

# Sweet Kisses

# Libertação, preciso

# Beijo louco

# Os 30 beijos do Kama Sutr...

# I hope you don't mind

#links

#tags

# todas as tags

#eu


# ver perfil

# seguir perfil

. 21 seguidores

#pesquisar aqui