Sábado, 13 de Setembro de 2008

A Minha Primeira Vez III

 

 

 

20 anos, aquela busca incessante por alguém que me desse mais do que as minhas mãos, que se unisse a mim e me completasse, passou.
Deixei de procurar de esperar e continuei o meu dia a dia.
Estudava de noite, trabalhava de dia.
Chegava a casa, e o cansaço não me deixava dormir, usava as minhas mãos no meu corpo e o voo abençoado chegava e com ele o sono profundo.
 
 
Certo dia a caminho da escola encontrei alguém que me chamava a atenção, alto, um ar sério, um rosto bonito.
Olhei-o e, subtilmente, fui-me fazendo notar.
Senti vontade de saber mais sobre ele, percebi que andava na escola também, na minha escola.
À saída percebi que poderia encontrá-lo, esperei sem que ele soubesse, vi-o a sair e fui andando à frente, saberia que ele me alcançaria.
Há coisas que uma mulher sabe.
E como previ, alcançou-me, começámos a conversar, passámos a fazer o percurso juntos e iniciámos o namoro.
 
 
O primeiro beijo nada teve a ver com aquilo com que tinha imaginado, mas a minha inexperiência e a minha solidão já não permitia que vivesse na espera de um sonho, de encontrar algo que podia não existir, afinal não era diferente de muitos outros beijos que tinha trocado por engano.
O arco-íris que sonhei ver ao beijar uma boca, era invenção dos poetas e dos realizadores dos filmes.
 
 
Uma vez envolvidos em beijos e abraços, estávamos tão bem, saiu dos meus lábios, “um amo-te…” mas só ouvi o silêncio como resposta, nada, nem um carinho, um abraço, algo que demonstrasse sentimento.
É o seu sentir, hoje sei que é mesmo, e sei também que há pessoas que não sabem expressar sentimentos e emoções e perdem aqueles que amam, com o passar do tempo.
Percebi que não havia o romance idealizado pelo cinema, aquele amor não existia, mas amava eu, assim me entreguei de todas as formas, porque é assim que me sei dar.
Já era adulta e precisava ter uma vida, precisava fazer parte do conjunto de pessoas normais.
 
 
Agora faltava o contacto íntimo, faltava o voar a dois, do qual eu fugia, nem sabia muito bem porquê, influência de pais e da sociedade em si (meninas de bem não fazem essas coisas).
Mas um dia, com a maior naturalidade aconteceu, vínhamos de um passeio e já estava escuro, no caminho, que sabíamos não passar ninguém, parámos, beijámo-nos, senti as mãos dele a abrir o fecho das minhas calças, deixei que continuasse, aquele calor começou a subir-me pelas coxas e foi-se instalar no meu sexo, os dedos dele já lá estavam a explorar-me, gemi, e ele continuou, senti as mãos dele a pegar na minha e a conduzir-me ao seu fecho, abri-o, meti lá dentro as minhas mãos e senti, pela primeira vez, o sexo de um homem a saltar-me na mão, duro, teso, quente, no vaivém ritmado da minha mão percebia que ele delirava e que os seu gemidos eram de muito prazer, apressava os movimentos á medida que ele apressava os seus em mim, o meu botão ardia e voámos nas mãos um do outro.
 
 
Passado algum tempo depois ficámos a sós, uma tarde em casa dele, os pais tinham saído, estávamos loucos de vontade de ir mais longe, despimo-nos, tocámo-nos, já me sentia toda
molhada, o seu sexo estava rijo, quente, começámos a penetração, senti-o a tentar entrar, mas havia como que uma força a não deixar que isso acontecesse, de repente, uma dor atroz me atravessou as entranhas e um grito soltou-se da minha garganta, estava dentro de mim, sentia-o quente, num vaivém ritmado, um calor gostoso invadia-me e, de repente, sem pensar em mais nada, senti-me cheia daquele liquido peganhoso que dele saia a escorrer-me pelas entranhas.
 
 
E o fogo de artificio onde está?
E o voo sem fim a planar pelo quarto?
Nada?
Nada!
Nada…
Não havia mais nada.
Será da próxima vez…
 
CamaReira

publicado por Fecho Aberto às 10:47
link do post | deixa o teu comentário | adicionar favoritos
|
6 comentários:
De Maturbatrix a 13 de Setembro de 2008 às 20:43
Tens defeito.
Pede para ser reembolsada...lol

A sério agora:
Penso que a pergunta mais feita no mundo sobre sexualidade feminina deve ser: Mas afinal em que consiste EXACTAMENTE o orgasmo?...e desde respostas como:
"Orgasmo é grandioso!
Eu tenho múltiplos!
O céu fica mais azul quando se tem um...
Quando sentires o primeiro vais saber o que isso é!".. a que se juntam manuais de dicas com:
"As mil e uma maneira de ter um...
Descubra o seu ponto "G´s", e blablaba... tenho lido as mais variadas descrições sobre orgasmos - desde vaginais, clitorianos, uterinos, e até (ri-te), nas amígdalas.. Descrições dadas supostamente pelas que sabem o que isso é mas, ainda assim, e acrescentando-lhe também a minha "prática clínica", acho que o orgasmo feminino não passa de um mito!
As mulheres (como nós) sentem é prazer e gozo em diferentes graus, isso sim... coisas a que muitas desde a suposta "libertação sexual" acharam ter por direito a particularidade masculina de ejacular e nomea-la também de orgasmo (eu próprio no blog o faço) e desde então a coisa tornou-se uma autêntica ditadura feminina... quando nunca tiveste o que os outros falam tanto e tão bem, sentes vagamente que a tua vida podia ser mais agradável com isso...e, na procuras, simulas,... e procuras, e procuras... O que convenha, como gajo, é bom que se mantenha essa vontade louca da descoberta do "milagre"...
E quando o encontras - o gajo, o momento, a disposição, ou a tesão, aquilo é forte e dizes: Hiiii…Foda-se.. tive-O!!!! Foi divino...Oh, como me sentiria infeliz se não o tivesse tido nunca ... E enganas-te porque não tiveste nada, quem teve foi o gajo que te inundou toda... Tu, receptiva, molhaste para facilitar, e molhaste muito, porque estiveste em sintonia.


Bom, e depois desta minha longa parte "técnica", parto do principio que sentiste prazer, então esquece o "orgasmo", eu tenho-os e às vezes são uma bela merda!
:)



De dionisante a 13 de Setembro de 2008 às 23:44
concordo parcialmente - o mais importante está na partilha de bons e sensuais momentos - nem vou discutir a polémica dos orgasmos - mas, convenhamos, e também concordo, há que pedir uma indeminização - repita-se, por favor;)
Camareira - a primeira vez é quase sempre complicada - mas ainda bem que é - a seguir esforçamo-nos para ter muito melhores momentos;)


De Fecho Aberto a 15 de Setembro de 2008 às 08:45
dionisante, que alegria em rever-te, tinha saudades das tuas visitas, afinal sempre apareces por cá, mas não me prives dos teus comentários, please!

beijos doces esforçados em busca dos melhores


De Fecho Aberto a 15 de Setembro de 2008 às 08:43
bem, masturbatrix, grande tratado do orgasmo feminino, com grande profundidade do conhecimento técnico...
obrigado pela partilha do teu ponto de vista...

eu confesso que sou grande apreciador desse "orgasmo" e tenho um grande fascínio pelo "leitinho" da mulher, e quando ela treme e salta de prazer...

um abraço doce


De Deus ex Machina a 14 de Setembro de 2008 às 11:02
Mas, Camareira,

Isso só acontece quando encontras a pessoa certa, e não a que julgas certa.
Por isso é que digo que a minha primeira vez foi quando eu e a Soul fizemos amor pela primeira vez. Só aí é que percebi. Até ai tinha andado iludido.

Ah, e já agora, o orgasmo feminino existe mesmo e ainda bem, não é um mito, tal como existe o orgásmo multiplo masculino. Quem tiver duvidas pode perguntar à Soul.
E não vale a pena pedires o dinheiro de volta, antes, muda de sitio.

Cumprimentos afectuosos


De Fecho Aberto a 15 de Setembro de 2008 às 08:48
Deus ex machina, obrigado pela defesa do "outro" lado, isto até parece os prós e contras, mas revelo o meu contentamento por vos ter na minha "sala" neste alegre convívio

abraço doce afectuoso


Comentar post

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# até logo

# por todo o lado

# Piscina à noite

# biblioteca aberta

# Casal pistoleiro

# Formação

# Verdade ou Desafio

# Sinais teus são as minhas...

# Soumission

# Sweet kiss

# Sweet kiss

# Relax...it's just sex!

# saudade do teu beijo doce

# Beijo Doce

# Quero agora

# Parabéns minha Fada!

# Jogo para iniciados

# Kissing

# vamos fazer um anúncio?

# Anda, dança para mim...

# minha...

# fim de semana divinal

# Nossos momentos

# Lua cheia

# 3 faces da LUA

# Procuro-te

# Tão pouco do lado de cá.....

# Closer, baby

# Hei, lets go to start

# Passion

# lábios dormentes de sauda...

# o tempo aquece, a saudade...

# A que horas nos encontram...

# Vamos brincar

# Erotika

# Deixa-me enrolar a minha ...

# Delírios

# faltam-me os teus...

# You are not alone

# O som do meu silêncio

# penso em ti e acompanho-t...

# Morde-me

# Simples milagre

# Ao fim do "teu" mundo

# Besame mucho

# Sweet Kisses

# Libertação, preciso

# Beijo louco

# Os 30 beijos do Kama Sutr...

# I hope you don't mind

#links

#tags

# todas as tags

#eu

#pesquisar aqui