Domingo, 2 de Novembro de 2008

Contos de fadas

 

Considerado no seu sentido literal, o termo refere‑se somente a histórias fantásticas sobre fadas, seres de tamanho muito reduzido que habitavam o reino da fantasia e que fizeram parte integrante das crenças populares da Antiguidade greco‑latina e da cultura medieval europeia.
 
São seres imaginários, míticos, representados geralmente por mulheres dotadas de poderes sobrenaturais usados para o Bem (Fadas Madrinhas) ou para o Mal (Bruxas ).
 
Actualmente, o termo engloba uma variedade de narrativas, sobretudo histórias que por regra possuem elementos "atemporais" e que normalmente recorrem a heróis (ou heroínas) quase sempre jovens, corajosos e habilidosos que passam por aventuras estranhas, por vezes mágicas, que lhes servem de teste para um eventual destino feliz, e madrastas malévolas (ou padrastos) cuja função é dificultar‑lhes a vida ao longo da narrativa.
 
Toda a história se desenrola no sentido de demonstrar um princípio moral que ou aparece em apêndice ou é construído ao longo do texto.
 
Exemplos de histórias como estas encontram‑se em muitos países. Apesar das suas características ditas "universais", o conto de fadas tem sofrido alterações ao longo do tempo, de acordo com os gostos conscientes ou inconscientes de cada geração.
 
Tal como o mito, também o conto de fadas apresenta seres e acontecimentos extraordinários, mas, em contrapartida e tal como a fábula, tende a desenrolar‑se num cenário temporal e geograficamente vago, iniciando‑se e terminando quase sempre da mesma forma: "Era uma vez..." e "Viveram felizes para sempre."
 
Entre os muitos exemplos destacam‑se; "A Cinderela"; "A Branca de Neve e os Sete Anões"; "A Bela Adormecida"; "O Capuchinho Vermelho"; "João e o Feijoeiro Gigante", etc.

publicado por Fecho Aberto às 21:42
link do post | deixa o teu comentário | adicionar favoritos
|
23 comentários:
De o_silencio a 2 de Novembro de 2008 às 22:14
Era uma vez, um fecho aberto que na sua busca encontrou um silencio, estranhou esta caracteristica estranha de permanecer calada, e procurou ouvir a sua voz.

Tanto insistiu que, um dia, finalmente, ouviu essa voz........ ( continuas?)



De Fecho Aberto a 2 de Novembro de 2008 às 23:22
não minha fada, tu é que és a minha contadora de histórias...

já estou sentado para te ouvir, anda, continua a tua história, como só tu sabes contar...

beijo doce das mil e uma noites


De o_silencio a 9 de Novembro de 2008 às 12:26
....e gostou do som desse silencio. O silencio gostou do som do fecho que se abria e fechava num ritmo sedutor.
Tão encantados ficaram em se ouvirem, que as horas pareciam correr quando os sons de ambos se misturavam.
Ambos gostavam do som do outro, e ambos gostavam do som conjunto.
Ficavam sempre com vontade de permanecer nesses dialogos para sempre.
..........


De Fecho Aberto a 10 de Novembro de 2008 às 08:25
como vês minha fada silenciosa, tu és a minha contadora de histórias!

anda, não pares de me contar a tua história interminável!

conta-me mais gostos, mais desejos, mais silêncios, mais sons, mais gemidos, mais gritos, mais entregas, mais procuras, mais sorrisos, mais tudos que transportas no teu corpo onde me reinvento cada dia!

beijo doce contado ao som de um calor interminável


De o_silencio a 10 de Novembro de 2008 às 16:19
......a cada dialogo viam surgir uma nova nota, de que já tinham adivinhado a existencia, mas que ainda não tinham usufruido do som.

E esses embalos, foram tornando-se necessários a ambos, até acreditarem que eram essenciais.

Riam e sorriam das variações sonoras. Cada novo tom era acompanhado da alegria da descoberta, da felicidade de partilharem essa vontade.

Assim passou o tempo, assim semearam a inveja em quem não tendo ouvido para a música, queria participar nas melodias.

Num castelo proximo vivia uma bruxa má.........


De Fecho Aberto a 10 de Novembro de 2008 às 23:58
vês, minha fada silenciosa, tu és a minha mais desejada contadora de histórias que me faz sentir um principe encantado pela sua fada

beijo doce mágico


De o_silencio a 11 de Novembro de 2008 às 13:53
..........a bruxa tinha ouvido aquela melodia que existia entre o fecho e o silencio e tinha querido ter esse som, só para si.

Então elaborou um plano para conseguir que o fecho fosse uma canção privada.

Depois de muito pensar decidiu, que o melhor seria lançar um feitiço sobre o castelo do fecho que o impedisse de sair do seu reino e cantar com o silencio.

O feitiço funcionou........


De Fecho Aberto a 12 de Novembro de 2008 às 16:51
claro que funcionou, o fecho nem percebeu que foi enfeitiçado, e depois minha fada das poções mais mágicas


De O_silencio a 12 de Novembro de 2008 às 21:37
.......o feitiço funcionou e o fecho ficou impedido de sair do seu castelo. Sempre que o tentava nuvens negras escureciam o céu e uns estranhos e ameaçadores seres alados surgiam no horizonte.

O silencio sentiu-se só, perdido na ausência do seu fecho....e pela primeira vez pesou-lhe a ausência de melodias, pesou-lhe ser quem era.

Pelo seu lado o fecho tentava escapar por todas as formas imaginárias......cada porta, cada janela, cada alcapão foram tentados.....em vão.

O desespero toldo-lhes o pensamento, ambos sofriam por não cantarem em conjunto, ambos penavam com a ausência do outro.

No seu castelo a bruxa má esfregava as mãos de contentamento, já não precisava de assistir áquela felicidade, áquela satisfação......em breve, pensava, o fecho virá pedir-me consolo.

Não podia estar mais enganada.....


De Fecho Aberto a 16 de Novembro de 2008 às 19:12
claro, minha fada, só podia estar enganada porque não conhece o poder da magia de um desejo amado...

mas conta minha contadora de histórias, diz-me como o fecho aberto, fechado no seu castelo, se abriu no caminho da libertação do seu desejo...

beijo doce libertado, recolhido nos teus braços


De A Silenciosa a 17 de Novembro de 2008 às 20:18
No principio o fecho desanimou, também ele sentia falta das melodias cantadas em conjunto, também ele sentia que nehum som era semalhante.......e á semelhança do silencio, também a ele lhe pesou, ser quem era.

Mas em breve o desejo de rever a responsavel pela harmonia vivida sobrepos-se a tudo o resto.

Pensou, e pensou e se ele não podia sair do seu castelo, quem sabe ela poderia entrar no seu reino, disfarçada de prima distante.

Se bem o pensou, melhor o planeou....


De Fecho Aberto a 17 de Novembro de 2008 às 21:06
... não pares minha fada silenciosa, conta-me a tua história mágica, olha eu aqui concentrado em te ouvir a tua voz doce e meiga que me encanta...

beijo doce


De A Silenciosa a 20 de Novembro de 2008 às 13:33
As fadas do reino que temiam a bruxa e não lhe conseguiam fazer frente foram cumplices neste plano e levaram a mensagem ao silencio que logo o colocou em prática, cheia de esperança de reencontrar a sua sintonia de som.

Vestiu-se de dama da côrte, fez-se anunciar ao rei, apresentou os cumprimentos da familia distante e o que se esperava aconteceu, foi convidada a permanecer no reino .

Se o fecho não podia sair, o silêncio podia entrar.

Quando se reencontraram, foi como se todo o planeta tivesse suspenso nesse reencontro......


De Fecho Aberto a 20 de Novembro de 2008 às 17:43
Lindo, vamos lá à festa real, ao grande baile da corte, acredito que todo o reino parou para ver este espectáculo



De A Silenciosa a 21 de Novembro de 2008 às 22:00
As fadas fizeram o tempo abrandar, para que ambos se deliciassem com a presença um do outro.

Olhos nos olhos a tentação de iniciarem uma melodia renovado foi grande, mas o bom senso falou mais alto e sussuraram unicamente.

O tempo passou neste meio contentamento, mas sem a distancia cruel entre ambos.

No entretanto, a bruxa má começou a estranhar o fecho não a procurar em desespero......ela até se tinha transformado numa cópia do silêncio.......

Decidiu investigar .........


De Fecho Aberto a 24 de Novembro de 2008 às 19:48
mas que bruxa malvada...

vamos fazer uma maldade à bruxa minha doce fada?

beijo doce mágico


De Anónimo a 4 de Novembro de 2008 às 21:42
uma questão:

como vê um homem uma mulher?!

é deusa porque é um corpo onde pode desfrutar toda a sua luxuria

ou é deusa porque é mesmo deusa?



De Fecho Aberto a 7 de Novembro de 2008 às 12:34
Olá Anónimo, bem vindo.

Um homem só pde ver uma mulher de mil e uma forma diferente, porque só há mil e uma mulheres diferentes;

Uma mulher pode ser uma deusa da luxúria, onde o homem encontra todos os prazeres físicos;

Mas não acredito que muitas mulheres possam ser Deusas, eu tenho andado distraído ou tenho muito azar, eu só encontrei uma, e ela é a DEUSA TOTAL, não se resume a um corpo de luxúria;



De CamaReira a 6 de Novembro de 2008 às 23:56
Fadas, doendes, historias de encantar, a criança que não morre em nós, adora sonhar, precisamos acreditar na magia.

Beijos Ardentemente Mágicos.


De Fecho Aberto a 7 de Novembro de 2008 às 12:37
Olá Camareira, desculpa de andar tão fugido mas a vida nem sempre nos deixa gozar os prazeres destas partilhas.

Obrigado pelo teu comentário, e conta-me como é quando a "criança" renasce para um novo sonho?

Beijo doce mágico


De CamaReira a 7 de Novembro de 2008 às 13:15
No mundo dos adultos isso acontece quando amamos. Quando estamos apaixonados e nos apetece dançar na chuva, cantar no meio da rua, sorrir sem que nos apercebemos. Voamos sem asas, como as fadas.
E assim vivemos de novo a magia.
Parece que andamos todos muito ausentes, ser crescido tem essa contrapatida. :)


Beijos Ardentemente Mágicos


De Fecho Aberto a 10 de Novembro de 2008 às 08:40
queres dançar comigo esta magia?

http://obeijodoce.blogs.sapo.pt/24356.html

beijo doce à chuva


De sextoys a 22 de Maio de 2011 às 18:07
bom post


Comentar post

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# até logo

# por todo o lado

# Piscina à noite

# biblioteca aberta

# Casal pistoleiro

# Formação

# Verdade ou Desafio

# Sinais teus são as minhas...

# Soumission

# Sweet kiss

# Sweet kiss

# Relax...it's just sex!

# saudade do teu beijo doce

# Beijo Doce

# Quero agora

# Parabéns minha Fada!

# Jogo para iniciados

# Kissing

# vamos fazer um anúncio?

# Anda, dança para mim...

# minha...

# fim de semana divinal

# Nossos momentos

# Lua cheia

# 3 faces da LUA

# Procuro-te

# Tão pouco do lado de cá.....

# Closer, baby

# Hei, lets go to start

# Passion

# lábios dormentes de sauda...

# o tempo aquece, a saudade...

# A que horas nos encontram...

# Vamos brincar

# Erotika

# Deixa-me enrolar a minha ...

# Delírios

# faltam-me os teus...

# You are not alone

# O som do meu silêncio

# penso em ti e acompanho-t...

# Morde-me

# Simples milagre

# Ao fim do "teu" mundo

# Besame mucho

# Sweet Kisses

# Libertação, preciso

# Beijo louco

# Os 30 beijos do Kama Sutr...

# I hope you don't mind

#links

#tags

# todas as tags

#eu


# ver perfil

# seguir perfil

. 21 seguidores

#pesquisar aqui