Sexta-feira, 16 de Janeiro de 2009

Olhares

 

 

 

Escolheu uma mesa próxima do pianista negro, e sentou-se. Chamava-se Henrique.
À sua frente, numa mesa adjacente, encontrava-se uma jovem mulher a jantar, que logo fez atrair o olhar polido de Henrique. Vestia roupas de linhas simples, mas subtilmente elegantes e femininas, e era tão bela quanto uma mulher o pode ser.
(Se digo bela, é porque não era só bonita. Ser bela é muito mais do que ser bonita. Bonitas são muitas mulheres, mas só uma pequeníssima parte delas é que são belas.)
Encomendou a refeição ao eficiente criado negro, vestido num distinto smoking branco, bem cortado. 

De tempos a tempos, enquanto jantava ao som do piano, Henrique lançava-lhe um olhar pesquisador, ainda que arguciosamente imperceptível. Parecia querer despi-la das suas roupas despretensiosas, e conhecer os contornos daquele atraente corpo.
Mantinha a cabeça sempre levemente erguida sobre um pescoço delgadamente comprido. Tinha os olhos meigos, coloridos ao mesmo tempo de castanho e verde; os cabelos lisos, escuros e curtos; e os braços um pouco esguios.
Observava-lhe atentamente os gestos graciosos, como o pousar de um talher, ou o levantar do guardanapo branco conservado sobre as pernas que Henrique não lograva ver.
Nada como um excelente jantar ao entardecer, e uns olhos ternos de mulher para onde olhar - pensou Henrique.
Depois apeteceu-lhe rir.

E eis como o olhar e o mais delicioso e completo dos sentidos. Aquele que mais informações capta e transmite.
É muitas vezes com o olhar que seduzimos, e que por ele somos seduzidos. E a sedução é um jogo - tal como o olhar e o amor. - Por vezes, o acto de seduzir é apenas um jogo de olhares.
Nesse jogo, o da sedução, ganha quem joga melhor (como nos jogos de azar, salvo as devidas excepções), que é o mesmo que dizer: quem tem na mão as melhores cartas, e as sabe aplicar nos momentos certos. Momentos indefinidos, que apenas se sentem no sangue treinado pela malandragem.
Seduzir é ser malandro. E (só) é bom ser-se malandro.
Mas ser malandro não basta, como não basta a um jogador saber jogar cartas. É necessário ser-se um bom malandro, que é equivalente a fazer um “jogo limpo”, como, de igual modo, o jogador de cartas deve saber jogar bem. Porque as coisas que fazemos, se não forem bem feitas, é de todo preferivel que elas não sejam feitas - se se exceptuarem os casos de inevitável aprendizagem.
A sedução só é bela quando é aberta e limpa. (Mas como pode a sedução ser limpa?)
O olhar (em sedução ou não) só é belo quando é limpo, aberto e transparente. Para se ser um bom malandro, é essencial ter o olhar transparente.
Seduzir não é amar, mas é uma parte indissociável do amor. Sedução é uma palavra imprescindível do vocabulário do amor. Não existe amor sem sedução. A sedução é o pequeno-almoço do amor. (Gosto desta frase.) Talvez por precisar do pequeno-almoço, do almoço e do jantar, é que o amor é tantas vezes concretizado de noite.
E o amor (sinto-me tentado a dizê-lo) é um olhar. (Também gosto desta frase. E aqui segue outra, que faz também as minhas delicias.) Só o olhar conhece a sedução.

A mulher terminara a refeição nocturna, e Henrique acompanhava-lhe os movimentos com o olhar. Levantara-se e dirigia-se para a saleta vazia, no momento - onde se saboreava o café.
Henrique pousou rapidamente os talheres sobre o prato e o guardanapo sobre a toalha da mesa, deixando por terminado o seu jantar, e levantou-se. Seguiu-lhe os passos, e foi encontrá-la já confortavelmente instalada num canapé cinzento azulado.
Procurou sentar-se não muito próximo, nem muito longe dela.
("Jogo limpo" não é sinónimo de jogo directo. A sedução é um acto profundamente indirecto e assente numa ambiguidade que só o sangue percebe.)
Pouco depois recebia das mãos de um outro criado negro - que primeiramente servira a misteriosa mulher -, a chávena de café, açucarado segundo as suas instruções. Pegou na colher e mexeu vagarosamente a bebida ainda a fumegar.
A mulher olhava-o agora, atenciosamente, com um sorriso escondido nos cantos dos lábios.
- Você terminou depressa o jantar...
A frase, dita por aquela voz doce, sensual, desconhecida, e tão ambicionada por Henrique, estoirou-lhe nos ouvidos, tipo fogo de artifício num céu nocturno. (Esta é bestial!)
- O que a leva a crer que terminei o jantar?... - Perguntou Henrique, após se ter visto recuperado do choque.

E eis como a fala - e consequentemente as palavras - podem ter um papel preponderante no jogo da sedução.
O jogo das palavras. As palavras jogadas. As palavras mal ou bem jogadas.
Se o olhar pode seduzir, as palavras também o podem fazer. O que não quer dizer que, as palavras ou o olhar, bastem. Há muitas coisas para as quais o olhar ou as palavras, são insuficientes.
Por exemplo, o amor, que é grande, enorme e imenso, é tantas vezes feito de pequenas coisas. Cheiros, fragrâncias, aromas, suspiros, olhares, palavras, incidentes, acidentes, sons, cores, formas, símbolos, segredos, desejos, sonhos, sopros, riscos, desenhos, imagens, subtilezas, silêncios, gritos, tactos, luzes, estrelas, mistérios, objectos, et caetera, et caetera.
E é com estas e muitas outras pequenas coisas que se joga o amor. É belo: o amor como um jogo - porque o amor é um jogo. O mais belo jogo; o mais belo gozo. O jogo mais complexo; o gozo mais completo.
Amar é conhecer a cor do olhar, e saber o olhar de cor. Ama-se também com o olhar, e não somente com os sentimentos - embora se pudesse dizer que também o olhar é um sentimento.

 

José de Almeida

 

http://www.ja.net.novis.pt/t_atdo.htm


publicado por Fecho Aberto às 13:45
link do post | deixa o teu comentário | adicionar favoritos
|
2 comentários:
De A Silenciosa a 16 de Janeiro de 2009 às 16:26
"...Sedução é uma palavra imprescindível do vocabulário do amor. Não existe amor sem sedução...."

Talvez por isso ......
ou talvez porque sim.....
Não sei.....

Mas sei que é!!!!
Que permanece!!!!
Que cresce !!!
Que toma conta de mim...

Ah, é verdade gosto desta história.

Beijo meu



De Fecho Aberto a 20 de Janeiro de 2009 às 15:31
"Se o olhar pode seduzir, as palavras também o podem fazer"...

...e se fui seduzido pelas tuas palavras, quando descobri o teu olhar...

beijo doce em crescimento


Comentar post

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# até logo

# por todo o lado

# Piscina à noite

# biblioteca aberta

# Casal pistoleiro

# Formação

# Verdade ou Desafio

# Sinais teus são as minhas...

# Soumission

# Sweet kiss

# Sweet kiss

# Relax...it's just sex!

# saudade do teu beijo doce

# Beijo Doce

# Quero agora

# Parabéns minha Fada!

# Jogo para iniciados

# Kissing

# vamos fazer um anúncio?

# Anda, dança para mim...

# minha...

# fim de semana divinal

# Nossos momentos

# Lua cheia

# 3 faces da LUA

# Procuro-te

# Tão pouco do lado de cá.....

# Closer, baby

# Hei, lets go to start

# Passion

# lábios dormentes de sauda...

# o tempo aquece, a saudade...

# A que horas nos encontram...

# Vamos brincar

# Erotika

# Deixa-me enrolar a minha ...

# Delírios

# faltam-me os teus...

# You are not alone

# O som do meu silêncio

# penso em ti e acompanho-t...

# Morde-me

# Simples milagre

# Ao fim do "teu" mundo

# Besame mucho

# Sweet Kisses

# Libertação, preciso

# Beijo louco

# Os 30 beijos do Kama Sutr...

# I hope you don't mind

#links

#tags

# todas as tags

#eu


# ver perfil

# seguir perfil

. 21 seguidores

#pesquisar aqui