Quinta-feira, 29 de Janeiro de 2009

Pede um desejo

Beijo-te, mais uma vez

E caio em vertigem no abismo dos prazeres.

Sinto o teu dedilhar na minha pele

Em intervalos compassados pelo desejo

E ouvem-se acordes talhados na tua respiração.

Seduz-me, troca os meus olhos pelos teus

E guia-me pelos gestos.

Envolve-me nas carícias sedosas da tua mão

Até ao universo sem regras das tentações.

Inebria-me nos teus aromas e sabores

Até o deleite ser maior que a minha alma

E na combustão do nosso fogo

Nos fundamos como ouro derretido

Sobre o azul do céu estrelado.

O tempo escorre por nós em gotas de suor

Tentando desenhar um caminho no nosso corpo

Que em secretas danças se contenta da ansiedade

E sacia uma fome milenar.

Dentro de mim pulsam as veias fervorosas

Pela inquietação de te querer tomar de um só trago

De querer beber de ti o néctar da tua nudez em flor.

Beija-me mais por favor!

Agora que as estações perderam o sentido,

O frio do Inverno é uma fogueira que nos consome

E eu sinto-me Verão na Primavera dos teus encantos,

Onde neste Outono se despiu de mim a timidez.

Beijo-te, uma outra vez,

Pois de ti não quero as rédeas nem os freios

Só sentir a tua paixão selvagem na nossa batalha carnal.

...e tudo em ti se revela sensual...

Quero criar contigo sinfonias afrodisíacas

Onde a realidade se perca na intensidade do nosso olhar

Onde o eu se esvaneça nos seus contornos

E a moral, já sem valor, seja apenas a palavra obscena

Que te segredo aos ouvidos.

...empola-me os sentidos...

Sinto o ar aprisionado entre nós,

Quente, por em dueto prolongado o consumirmos

E o que respiramos é já um sopro

Do espírito lascivo que nos revolve a alma.

Fazes-me perder a calma...

Fazes perder-me nos minutos pelo meio das horas

Que poderiam ter sido dias

Como quando se sonha um desejo


Escrito por Zorbita
 
http://zorbita.blog.pt/

#Calendário

#obrigado pela visitinha

Web Counter
Free Counter

#Prémio

#últimos

# Pede um desejo

#links

#tags

# todas as tags

#eu

#pesquisar aqui